O que é alergia alimentar?

 

A alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma substância estranha ao organismo, ou seja, uma hipersensibilidade a um estímulo externo específico. Normalmente, a alergia alimentar se dá pela identificação de proteínas estranhas que os anticorpos tentam eliminar, desencadeando um processo alérgico, o que se caracteriza em um processo inflamatório. Nem todas as pessoas são alérgicas a determinados tipos de alimentos; algumas são mais sensíveis e devem cuidar da alimentação quando já identificarem possíveis alergênicos. Certos alimentos são conhecidos pelo seu potencial de desencadear reações de hipersensibilidade, tais como: peixes, frutos do mar, crustáceos, leite, soja, trigo, cevada, chocolate, amendoim, castanha, leguminosas, ovos e outros.






O que é o glúten?


É a principal proteína presente no Trigo, Aveia, Centeio, Cevada e no Malte (sub-produto da cevada), cereais amplamente utilizados na composição de alimentos, medicamentos, bebidas industrializadas, assim como cosméticos e outros produtos não ingeríveis. O glúten é uma substância elástica, aderente, insolúvel em água, responsável pela estrutura das massas alimentícias (ARAÚJO, et al. 2010). Uma dieta que é nutricionalmente adequada desde que os cereais excluídos sejam substituídos por outros, garantindo o aporte adequado de vitaminas do complexo B, ferro, proteína e fibras. A farinha de arroz, por exemplo, é uma ótima opção para a substituição pois ela possui o gosto idêntico ao da farinha de trigo. Uma xícara de farinha de trigo equivale a meia (½) de farinha de arroz, levando em consideração que uma xícara é equivalente a128 g de farinha. O Glúten agride e danifica as vilosidades do intestino delgado e prejudica a absorção dos alimentos.

 




O que é doença celíaca?

 

      A doença celíaca é uma intolerância à ingestão de glúten, que se encontra em cereais como cevada, centeio, trigo, malte e na aveia, por indivíduos geneticamente predispostos. A doença é caracterizada por um processo inflamatório que envolve a mucosa do intestino delgado, levando a atrofia das vilosidades do intestino, má absorção e uma variedade de manifestações clínicas (diarreia, constipação, flatulência, distensão abdominal).

     Nessa doença ocorre sensibilidade às prolaminas, umafração proteica encontrada no trigo (gliadina), centeio (secalina), cevada (hordeína) e aveia (avelina) e seus subprodutosAs proteínas do glúten são relativamente resistentes às enzimas digestivas, resultando em derivados peptídeos que podem levar à resposta imunogênica em pacientes com doença celíaca (SILVA, FURLANETTO, 2010).




Como faço para obter o diagnóstico para a doença celíaca?

 

      O diagnóstico de doença celíaca deve ser analisado em todo paciente que apresenta diarreia crônica, distensão abdominal, flatulência, anemia ferropriva, osteoporose de início precoce, elevação de transaminases, familiares de primeiro e segundo graus de pacientes com doença celíaca, síndrome do intestino irritável, hipocalcemia, assim como na deficiência de ácido fólico e vitaminas A, D, E e K (SILVA, FURLANETTO, 2010).

      A investigação diagnóstica de doença celíaca deve ser realizada antes da introdução do tratamento, que é a dieta isenta de glúten, pois a dieta pode alterar negativamente os resultados dos testes sorológicos e melhorar a histologia. São feitos exames de sangue que medem determinados anticorpos, anamnese detalhada, análise histopatológica do intestino delgado, biópsia intestinal e exames específicos de endoscopia (SILVA, FURLANETTO, 2010).

 




Como é tratada a doença celíaca?

 

     O tratamento da doença celíaca é fundamentalmente dietético, consiste na exclusão do glúten (trigo, centeio, cevada, aveia e em seus derivados). Para garantir uma dieta isenta de glúten, o celíaco deve sempre conhecer os ingredientes que compõem as preparações alimentares e fazer leitura dos ingredientes listados nos rótulos de produtos industrializados (ARAÚJO, et al. 2010).

 








INTRANET

 


Fumacense Alimentos
Rodovia SC 443 • N° 2244 • C.P. N° 445 • CEP 88830-000 • Morro da Fumaça/SC
Fone: (48) 3434.8888